Rede Brasil de Comunicação

Carnavalesco da Gaviões é internado em estado grave após ser agredido em festa

O carnavalesco da escola de samba Gaviões da Fiel Zílkson Reis, de 42 anos, está internado em estado grave na Santa Casa de São Paulo, após ter sido espancado pelo coordenador de carnaval, Thiago Dionísio. A polícia pediu a prisão temporária do agressor. 

O caso ocorreu dentro do barracão da Gaviões da Fiel, na Fábrica do Samba, zona este de São Paulo. Existem duas versões sobre a agressão. À polícia, o carnavalesco disse que depois de uma festa, na quadra da escola e com muita bebida, na noite de sábado (26.mar), ele e um grupo foram até a Fábrica do Samba. No local, Zílkson contou que manteve relação sexual com uma mulher, que seria namorada de Thiago e, por isso, foi espancado. 

Já a Gaviões da Fiel conta uma versão diferente. A escola afirma que o carnavalesco violentou a jovem. Segundo o advogado da Gaviões, Ricardo Cabral, Thiago e a mulher tiveram relações sexuais e ela acabou dormindo. Logo depois, o coordenador de carnaval teria subido no segundo andar para pegar um ventilador e, nesse intervalo, Zílkson entrou no quarto e praticou sexo oral com a vítima.

A moça esteve na delegacia para prestar queixa e, em uma mensagem de áudio, ela conta o que teria acontecido: “eu lembro que eu tava dormindo de coberta e, quando eu senti, eu abri o olho, aí eu dei um chute tipo afastando ele, perguntando se ele é louco, falei ‘você é louco?'”.

Com ou sem violência sexual, a polícia entende que houve uma tentativa de homicídio contra o carnavalesco. A Gaviões da Fiel chegou a divulgar uma nota nas redes sociais em que justificava o espancamento, mas o texto foi apagado. Segundo a organização, Zílkson e Thiago foram afastados das funções na escola de samba.

Fonte: SBT NEWS

Rolar para cima